Zimbra
Plataforma de Email Premium dos Assinantes Sprinty Express.

O que é SEO? como fazer seu site aparecer no Google

SEO significa Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca). É um conjunto de técnicas de otimização para sites, blogs e páginas na web. Essas otimizações visam alcançar bons rankings orgânicos gerando tráfego e autoridade para um site ou blog.

Apesar do conceito de SEO ser bastante complexo, para atender as principais exigências do Google, temos 10 procedimentos básicos que devem ser implantados no site, que são necessários para que seu site apareça corretamente nas buscas do Google, segue detalhes de cada:

1) Google Analytics

É uma ferramenta oferecida pelo Google, que possibilita monitorar e analisar através de relatórios e gráficos, a audiência de um site, e se tornou padrão de mercado para esta finalidade. Com a ferramenta instalada corretamente, é possível monitorar o perfil de quem acessa seu site, as páginas mais acessadas, conversões, dispositivos, cidades e muitos outros dados.

Com a ferramenta instalada corretamente, é possível entender o melhor horário para suas ações, descobrir causas para abandono do seu site e compreender quais os dispositivos utilizados por seus visitantes.

2) Google Webmaster

Outra ferramenta oferecida pelo Google para desenvolvedores de sites, e se torna um canal de comunicação direto com o Google, onde o mesmo disponibiliza detalhes técnicos sobre indexação, desempenho e segurança do site.

As ferramentas e os relatórios do Google Webmaster ajudam a avaliar o tráfego e o desempenho de pesquisa do seu site, corrigir problemas e destacar páginas nos resultados da Pesquisa Google.

3) Sitemaps

Sitemap ou mapa do site, como é mais conhecido no Brasil, é, basicamente, uma lista com todas as páginas (URLs) do site, e funciona como uma espécie de mapa que irá ajudar e guiar o robô de busca (Google), a navegar e encontrar e indexar páginas do site.

Para entender melhor o que é o sitemap e para que serve, vamos supor que a home do seu site é a entrada principal de um supermercado e as categorias do site são as principais vias de acesso. Ao entrar no estabelecimento, o consumidor recebe em suas mãos um mapa com todas as seções existentes e produtos disponíveis.

4) Robots

Funciona como um filtro para os robôs dos sites de busca e faz com que os webmasters controlem permissões de acesso a determinadas páginas ou pastas dos sites. O robots.txt controla qual informação de um site deve ou não deve ser indexada pelos sites de busca.

5) URLs Amigáveis

A URL amigável é um endereço de uma página mais fácil de compreender, tanto para os mecanismos de busca (Google), quanto para quem acessa o seu site. É comprovado que o Google oferece mais relevância para páginas que tem o endereço alinhado ao conteúdo da mesma. Não sabe o que uma URL? é um endereço que nos encaminha direto para uma página específica na internet, ou seja, quanto mais fácil e intuitivo, facilita o processo de indexação do Google.

6) Meta Description

É um fragmento do código (invisível) incorporado no código da página principal do site, que tem como função resumir a atuação da empresa. Quando o Google indexa um site, automaticamente procura por este código, para exibir na descrição do site, nos resultados da busca. Uma descrição bem redigida e atrativa contribui para uma taxa de cliques mais alta.

Acredita-se ser um dos fatores utilizados pelo Google para aumentar o posicionamento de um resultado. Além disso, alguns termos da descrição são enfatizados em negrito, quando fazem parte da pesquisa realizada, ajudando o usuário a encontrar rapidamente o que está buscando com mais facilidade.

7) Palavras-chave

Palavras-chave são o principal instrumento de uma pesquisa. São termos compostos por uma ou mais palavras. Elas são a forma como um usuário escreve a sua dúvida nos buscadores com o intuito de obter respostas e solucionar seus problemas.

As palavras devem ser escolhidas “a dedo” e com bastante critério, pois quando encaixadas com perfeição, abrem as portas do seu conteúdo para o mundo da internet, pois se as mesmas resumirem exatamente o conteúdo do site, o Google levará isto em consideração, quando algum internauta realizar alguma busca.

8) reCAPTCHA

É um serviço cujo intuito é proteger sites contra spam e abusos. O reCAPTCHA usa um mecanismo avançado de análise de risco adaptáveis para impedir que bots (acessos não humanos) realizem atividades abusivas em sites. Usuários só conseguiam passar pela validação por algumas verificações em tempo real.

Um situação comum e chata que o reCAPTCHA resolve, é o preenchimento automático de formulários, para a prática de spam, ou seja, com o reCAPTCHA habilitado, garante que somente humanos preencham os formulários de um site.

Apesar de não ser um procedimento nativo de SEO, mas como é uma ferramenta também oferecida pelo Google, é considerado importante, porque o Google sempre privilegia sites que utilizam todos seus recursos.

9) Pedido de Indexação

Depois de realizar todos os procedimentos acima, o Google pode demorar meses para descobrir seu site, por este motivo o ideal é fazer a inclusão manual do site no índice do catálogo do Google, para que o mesmo visite seu site, e analise toda a estrutura e conteúdo.

Mas não há garantia que o site apareça em todas as buscas, tudo vai depender da relevância do seu site na internet na ótica do Google. Na busca orgânica (gratuita) do Google, a própria plataforma elege “por merecimento” quem vai ser exibido, e quem vai aparecer primeiro.

Somente do Google ADWords (anúncio pago no Google) tem garantia de exibição, e quanto maior o valor pago, mais chance de figurar nas primeiras posições, caso queira podemos lhe indicar um parceiro certificado pelo Google, que poderá lhe auxiliar para realização de campanhas para melhorar o rankeamento do seu site, nas buscas de determinadas palavras que tenham relação com o seu negócio.

10) Certificado Digital

Segurança é uma prioridade para o Google. Tanto que, como falamos na sessão “Algoritmo e atualizações”, em 2014 o buscador anunciou que HTTPS se tornou um fator de ranqueamento para os sites. Mas para que serve um certificado? basicamente os dados enviados são autenticados, criptografados e não podem ser modificados durante a transferência.

Isso é tão importante que o Google Chrome alerta como “site não seguro” páginas sem HTTPS que solicitam qualquer informação do usuário. Em alguns casos, esse alerta já é exibido nos resultados de pesquisas do Google, sem nem entrar no site.

Todos os site entregues pela Sprinty ja saem “de fábrica” com todos os itens acima, sendo que o Certificado Digital são instalados apenas para os panos “Express 2” ou superiores.

DICA EXTRA

Sugerimos cadastrar seu site também nos mapas do Google (Google Meu Negócio), isto ajuda a melhorar seu rankeamento do site nas buscas do Google e é mais uma novo forma de divulgação (gratuita), este cadastro tem de ser realizado pelo próprio assinante, pois depende de algumas verificações que somente o mesmo pode realizar, segue o link para fazer o cadastro: https://www.google.com/intl/pt-BR/business